Allane Campanelli

quinta-feira, 9 de junho de 2011


Patrimônio fashion e Cultural!

5


Vocês sabiam que a moda brasileira, que movimenta cerca de U$50 bi ao ano? O nosso mercado acabou de ganha status de bem cultural.

A uma semana do início de mais uma edição da São Paulo Fashion Week, principal evento de moda do país, que este ano faz 15 aninhos, o assunto vira a tendência desta e das próximas estações, visto que, agora, a moda nacional é oficialmente reconhecida pelo Ministério da Cultura como uma manifestação cultural brasileira.

A passarela a ser percorrida é longa. "O setor não se vê como vetor cultural. Então, antes de qualquer coisa, o próprio setor tem que conseguir superar isso", alerta o estilista mineiro Ronaldo Fraga, representante do Colegiado de Moda no Conselho Nacional de Políticas Culturais do Ministério da Cultura (Minc). Para ele, não é difícil enxergar essas relações. A partir do momento que a moda estabelece diálogo com o seu tempo, se apropriando de aspectos culturais de diferentes áreas, da arquitetura ao cinema, ela é cultura. "Mesmo quando a indústria produz só roupa, como o fast fashion, mesmo assim você consegue entender a moda como fenômeno cultural", completa.

Não adianta a moda ser patrimônio e os desfiles serem restritos a compradores, a gente não ter um museu que narra essa história. Parte dos eventos de moda que recebem ajuda do governo poderiam ser destinados à população, complementados com exposições, palestras. Se é patrimônio, se é cultura, temos que ter acesso.

Então pessoal vocês acham que a moda faz parte de nossa cultura? Que relamente mereçemos ter acesso a esse patrimônio?